Atriz de Tarzan quase foi morta por ataque de Leão durante as gravações

O Tarzan é um dos personagens mais famosos das histórias infantis. Quem nunca ouviu falar na lenda do garoto órfão criado por macacos que se transforma no Rei da Selva e vive uma grande história de amor ao lado de Jane? Muita gente não deve lembrar, mas em Tarzan, O Filho das Selvas, uma das primeiras adaptações da história de Edgar Rice Burrough às telonas, vemos uma cena em que o par romântico de Tarzan, na época interpretado por Bo Derek, é atacado por um leão enquanto toma banho em uma praia tropical.

Durante uma entrevista ao Yahoo Entertainment, a atriz revelou que quase morreu enquanto filmava essa cena, já que o animal, que acompanhava o Rei da Selva (Miles O’Keefe), a atacou quando não havia adestradores por perto. Ela só conseguiu sair viva porque o seu próprio colega de elenco conseguiu intervir: “Tarzan salvou minha vida”.

Mesmo antes do ataque, Derek teve uma premonição de que este leão em particular poderia ser um problema. Como estrela e produtora do filme, que era um remake do blockbuster de 1932 que gerou uma franquia inteira de Tarzan, ela escolheu a dedo o animal com que iria contracenaria, um felino mais velho e experiente que esteve em muitas produções de Hollywood. Mas quando ela chegou ao Sri Lanka, descobriu que a equipe, liderada por seu marido e diretor do filme, John Derek, havia feito uma nova contratação.

“Eu vi este lindo e espetacular leão, e ele simplesmente se fixou em mim”, lembra Derek. “Ninguém mais em nosso grupo, só eu. Eles disseram, ‘Oh, ele é recém-chegado de um zoológico no Texas, mas ele é tão doce. Você vai amá-lo.’ E eu disse: ‘Não gosto do jeito que ele está olhando para mim.’ Você tem aquela sensação na nuca de que você é uma presa – e é assim que ele estava olhando para mim”, revelou.

As preocupações de Derek não foram resolvidas, principalmente depois que O’Keefe se uniu ao jovem leão mais agressivo. “Ele e Tarzan eram amigos, sem problemas”, diz ela. Não ajudou que o animal estava no set enquanto eles ensaiavam a cena da praia onde Jane e Tarzan se encontraram pela primeira vez, observando Derek enquanto ela fingia estar em perigo. “Fiquei correndo e gritando por dois dias na frente desse leão, como uma presa”, lembrou.

Conforme o roteiro, O’Keefe deveria tirar Derek da água e colocá-la na areia, mas o leão saiu do personagem e saltou enquanto ela ainda estava no mar. O diretor/ marido de Derek e os outros membros da produção estavam a 800 metros da praia, assim O’Keefe foi o único que pôde intervir. “Quando ele me atacou, ele empurrou Miles em cima de mim, e eu rastejei por baixo dele. O leão ficou me golpeando – e eles podem quebrar seu pescoço com as patas -, eu fiquei apanhando, mas sabia que ele não gostava de água. Por isso tentei ir até a parte mais funda, mas as ondas dificultavam”, contou.

Foi quando O’Keefe teve seu momento Tarzan da vida real: “O leão pulou de novo, mas Miles o segurou pela cintura apenas por tempo o suficiente para deixá-lo confuso, e isso me permitiu entrar no mar. Logo antes da onda vir, o leão conseguiu chegar às minhas costas e foi pegar o meu ombro”. Imediatamente após o quase acidente de Derek, seu marido quase encerrou a produção do filme. “Ele ficou furioso! Ele estava tipo, ‘Dane-se os filmes, nada vale isso!’ Mas quando chegamos ao jantar, John estava lá com um storyboard, pensando em como usar o ataque no filme”. E, de fato, essa é a versão da cena que acabou entrando no corte final, com apenas algumas pequenas alterações. “[John] adicionou outra cena de Miles puxando o leão de cima de mim”, disse Derek. “Usamos o máximo que podíamos no filme. Foi uma loucura, mas esse é o negócio, certo? Isso é cinema!”