Tempo: Entenda o final polêmico do novo filme de M. Night Shyamalan

Tempo possui uma das narrativas mais ambiciosas de M Night Shyamalan (Fragmentado). Estrelado por Gael Garcia Bernal (Amores Brutos), Vicky Krieps (Trama Fantasma) e Rufus Sewell (O Ilusionista), o longa acompanha uma família que viaja para uma afastada ilha paradisíaca. Porém, chegando lá, algo bizarro começa a acontecer: todos passam a envelhecer rapidamente e anos inteiros passam em questão de horas. Agora, eles precisam escapar do local antes que suas vidas terminem de forma abrupta.

A produção teve bastidores bastante intensos, já que o set de filmagens era imprevisível. A equipe precisava gravar cenas específicas em horários pré-programados, e não havia muito espaço para erros. Tudo precisava sair perfeito nas primeiras tomadas. Imagina a pressão?

Como era de se esperar, a obra traz inúmeras reviravoltas e revelações um tanto quanto difíceis. Mas calma, que se você não entendeu o que aconteceu no desfecho, o AdoroCinema te explica. Confira a seguir:

*Atenção, o texto a seguir contém spoilers de Tempo!

 

O QUE ESTAVA ACONTECENDO COM A PRAIA?

Compostos eletromagnéticos foram colocados em volta da praia para provocar um envelhecimento celular veloz em humanos. Todo esse esquema foi desenvolvido por uma companhia farmacêutica, que testava medicamentos em turistas da região.

Como foi falado no filme, os experimentos com drogas demoram anos para apresentar resultados, sejam positivos ou negativos. Portanto, medicar indivíduos e envelhece-los rapidamente foi uma forma eficaz de testar novos remédios e tratamentos em questão de dias.

 

PATRICIA É A CHAVE PARA ENTENDER TUDO

Patricia — interpretada por Nikki Amuka-Bird — sofria com graves crises convulsivas. Mas ao chegar na praia, ela ficou um bom tempo sem lidar com a doença. No fim das contas, ela havia sido medicada quando ainda estava no resort.

Isso significa que — levando em consideração a passagem do tempo na ilha — Patricia ficou 16 anos sem ter convulsões. Com isso, os cientistas conseguiram um medicamento bom o suficiente para curar o quadro clínico.

Isso explica por que todos os personagens da praia possuíam algum tipo de distúrbio físico e mental, como esclerose, esquizofrenia ou tumores. Todo o objetivo do experimento era achar a cura das doenças em uma velocidade recorde. E claro, o resort era nada mais do que um laboratório moralmente questionável.

 

COMO TRENT E MADDOX ESCAPAM?

Lembra quando Idlib — o amiguinho da versão infantil de Trent — lhe dá um bilhete escrito em códigos? Nós descobrimos que o recado nada mais é do que uma dica sobre como escapar da ilha: os corais. Apesar de não ser explicado no filme, o local possui substâncias que neutralizam os efeitos dos compostos eletromagnéticos. Passando por lá, é possível fugir . Isso também explica por que Trent e Maddox finalmente vêem peixes no mar após saírem.

 

DE ONDE SURGIU O DIÁRIO ENTREGUE AO POLICIAL?

O diário entregue ao policial no final do filme, com o nome de todas as vítimas dos experimentos macabros do resort, foi deixado por um dos hóspedes mortos na ilha. Trent o encontra na areia no terceiro ato do longa.

 

TEMPO TAMBÉM LIDA COM QUESTÕES EXISTENCIAIS E FILOSÓFICAS

Tempo utiliza o contexto conspiracionista das indústrias farmacêuticas para explorar temas mais profundos, como o existencialismo e a finitude da vida. Ou seja, toda a trama é uma grande alegoria para a forma em que desfrutamos a nossa rotina. Nós seguimos os caminhos que queremos? Valorizamos as pessoas que amamos? Temos certeza de nossas identidades? Todos esses questionamentos vêm em forma de metáforas e acontecimentos da produção.